Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

11/05/2019

Resenha - Always Human - Mangá


Informações
Nome: Always Human
Capítulos: 86
Lançamento: 2015
Gênero: Romance
Autor: Walkingnorth (Ari)
WebToon

Sinopse: Está é uma história sobre nanobots, e duas jovens a apaixonarem-se. Não importa o quanto a tecnologia muda, sempre seremos humanos.


História 

Enquanto procurava uma nova historia para ler no WebToon deparei-me com Always Human, um comic baseado no futuro que conta a historia de como Austen e Sunati se apaixonaram.

Numa primeira vista parece um típico romance e de certa forma podemos dizer que sim, no entanto ao contrario do habitual onde temos arcos super dramáticos causados por uma simples ma comunicação, em Always Human tudo é lidado com maturidade e racionalidade.

O casal principal tem os seus problemas obviamente, mas todos eles são resolvidos com base na conversa e uma mudança de atitude por parte duma das jovens quando necessário. Ver um relacionamento tão bem trabalhado, sem ter todos os exageros do género foi uma louvada de ar fresco e fez me apreciar o romance das duas ainda mais.

Mas um excelente romance não é o único ponto forte da obra, o próprio ambiente é fenomenal! Baseado no futuro, as coisas são obviamente diferentes e agora os seres humanos são capazes de usar mods neles próprios, querem ter cabelo verde? Usem um mod! Querem olhos de gato? Também temos um mod para isso.


As coisas estão tão focadas nesta ideologia dos mods, que alguém como a protagonista que não os consegue usar está em extrema desvantagem uma vez que para além de terem uso estético, também são usados para estudar, etc.

Felizmente a autora sobre tratar desse assunto com delicadeza, assim como outros diversos problemas como dietas excessivas e outras situações que seriam spoilers caso contasse.

Todavia aquilo que me fez adorar a obra e a autora pela sua mestria com o assunto, foi a maneira como ela consegui-o dar representação para muitas minorias. De forma extremamente natural foram sendo introduzidos personagens non binary, ace, gender fluid, relacionamentos poli e tudo isto sem haver qualquer tipo de descriminação.

Tendo em conta que 90% das obras fictícias descrevem um futuro distópico é muitíssimo agradável observar um tão bonito e agradável, no final da obra até cheguei a ficar um bocado triste quando comparei o nosso mundo com o da obra.


Arte

Sendo honesta tenho que admitir que ao principio não era a maior fã da arte, sendo esse um dos motivos de ter demorado tanto a ler. Não é que ela seja má, muito pelo contrario é extremamente fofa e colorida, só não era aquele traço super limpinho que estou habituada a ver. Com o decorrer dos capítulos fui ficando habituada e no final estou completamente derretida pelo art style da autora.


Vale a pena ver?

Se gostam de obras amorzinho e fofinhas está é perfeita para vocês, especialmente se gostam de ver diversidade nas obras que acompanham.

2 comentários:

  1. ótima resenha!eu adoro mangás yuri e o traço desse é bem do jeito que eu gosto,fofinho e meigo.fico feliz tbm que o relacionamento seja tratado de forma madura e a representatividade que sempre é importante.mais um mangá pra lista. ^^

    ResponderExcluir