Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

27/10/2014

Resenha - Zankyou no Terror - Anime


Nome: Zankyou no Terror
Sinônimos: Terror in Resonance, Terror in Tokyo
Episódios: 11
Estúdio: MAPPA
Gêneros: Psicológico, Thriller

Sinopse: Tokyo fica em choque com um ataque terrorista. Os únicos suspeitos são dois adolescentes que postaram um vídeo na internet, que se intitulam "Sphinx". Enquanto a polícia tenta capturar os culpados pela tragédia, os dois adolescentes continuam com o seu plano.


Um anime sobre """"""terrorismo"""""", investigações, coisas que mechem com o kokoro e bombas. Um ótimo exemplo de que até mesmo temas muito legais podem ter um resultado decepcionante se o roteiro e os personagens forem ruins. Um enredo cheio de buracos, personagens mal-desenvolvidos, mas olha pelo lado bom, a trilha sonora é uma das melhores que eu já vi. Do ponto de vista técnico, Terrorisminho em Tokyo é uma obra-prima. E a partir daqui vai ter um monte de spoilers, então se você ainda não viu, pule para o último parágrafo.


Já começa errado quando o anime é sobre terrorismo e o único ato realmente terrorista dos protagonistas foi no primeiro episódio. O que terroristas fazem? Atacam as grandes potências explodindo tudo e tão nem ai se tem gente inocente morrendo. O que os protagonistas, Nove e Doze estão fazendo? Ok, eles precisam chamar atenção para contar a história trágica deles e do lado negro do Japão: Válido. Soltar um monte de ameaça, plantar umas bombas, falar que são terrorista e não querer matar pessoas: Inválido. No episódio cinco o Nove chega a quase morrer pra desarmar uma bomba que eles mesmos tinham armado, pra não morrer ninguém. Se eles tão colocando bomba pela cidade é lógico que gente inocente vai morrer e se ferir. Se não querem que ninguém morra, não tinha NENHUM caminho mais fácil? E ainda no final, colocam aquela bomba atômica como um "ato terrorista inofensivo", que só acaba com a energia do país todo e deve ter matado milhares de pessoas que dependiam de aparelhos eletrônicos nos hospitais. E tem como a radiação de uma bomba atômica não matar uma única pessoa? Mesmo que ela tenha sido explodida no ar? No fim, eles mataram pessoas, então pra que tanto esforço antes pra não matar?

Mas tudo bem, apesar de ser ridículo eles serem terroristas que não matam ninguém, ainda dá pra entender. Eles realmente precisavam apelar pra chamar atenção, precisavam de alguém como o Shibazaki pra entender que eles não eram só uns psicopatas soltando umas bombas pela cidade só de zoeira, para a história deles ser levada a sério. Mas, por que a Cinco tava ali no meio? Qual foi o propósito dela estar ali? Se tivessem tirado ela e desenvolvido os personagens no lugar teria ficado muito melhor. A imagem que passam da Cinco é de uma criança birrenta com planos ilógicos e malucos. Só se você parar pra pensar e refletir por um tempo que você percebe a casca vazia que ela tinha se tornado, consegue compreender a personagem. Mas esse não deveria ser o tipo de coisa que você tem que parar e pensar "Não explicaram quem é essa tia doidona, vamos ligar os pontos e tentar entender". Pelo menos pra mim, isso tem que ficar claro.

Mas com ou sem ela ali no meio, não teria feito diferença. Não causou nenhuma diferença no final. E por que uma mera ferramenta dos EUA teria tanto poder? Tipo, é o FBI cara, como eles deixam uma doida sair por ai tentando explodir um aeroporto inteiro? A Cinco foi a personagem com mais buracos pra mim. Ela não precisava estar ali, não causou diferença, o anime poderia ter seguido sem ela, não é trabalhado todo o potencial que ela tinha. O que o vemos é uma mulher obcecada pelo Nove que sai dando a louca e morre.

O Nove e o Doze também foram uma decepção. Eu fiquei o anime todo esperando algo a mais do Nove, eu tinha certeza que ele era mais do que um cara inteligente. Mas não, ele é só um cara inteligente mesmo. Ele apenas é o cérebro da dupla e nada mais. O Doze ainda teve algum desenvolvimento, mas não serviu pra nada. Ele é praticamente o mesmo no começo e no fim, ele não tem nenhuma grande mudança. Ninguém tem. E o Doze fica nesse rola-não-rola com a Lisa, o que foi extremamente irritante, e isso não serviu pra nada. E se serviu, não dava pra deixar mais claro não? E a morte dele já era esperada, mas mesmo assim conseguiu ser chocante. Quase chorei quando o Doze foi baleado e com o Nove chorando depois. Foi muito triste mas, quem realmente era o Doze e o Nove? Eu não sei quem esses dois eram, eles não tiveram desenvolvimento suficiente pra você ficar triste e depressivo com a morte deles. Foi chocante? Foi. Mas só isso. Não emocionou pois tudo o que você sabe desses dois é que eles ficaram num campo de concentração, fugiram e saíram explodindo as parada querendo vingança.


E temos a Lisa! Ah, Lisa! Como falar dela sem vomitar? Sério, POR QUE ELA ESTAVA ALI? Não tinha um motivo. Além de ser uma personagem sem graça, chata, irritante e sem desenvolvimento algum do começo ao fim, ela não serviu pra nada. Ela não era interessante, o que poderia ter sido trabalhado nela não foi. Ela deu algum desenvolvimento pro Doze, mas não fez diferença. E ela é uma protagonista, não uma personagem de desenvolvimento. A cena final dela e do Shibazaki foi legal, mas só isso. ELA NÃO FEZ DIFERENÇA ALGUMA E É UMA PROTAGONISTA. Ah, senta lá Cláudia. Um pouco de protagonismo não faria mal pra essa dai.

O único personagem que eu realmente gostei foi o Shibazaki. Ele tem uma personalidade, fica claro quem ele é. Ele se destaca na polícia, pois é o único realmente levando a sério os Sphinx, e se destaca sobre os outros personagens, porque você entende quem o Shibazaki é. Um detetive que não consegue lidar bem com sua família, leva o trabalho a sério demais, não trata bem os seus colegas, e ele odeia o verão. Mesmo que ainda tenha ficado um pouco superficial, deu pra entender quem ele era por ser um personagem simples. Não precisava de muita coisa pra mostrar o Shibazaki. Mas os outros personagens tinham um grande potencial, eram mais elaborados, poderiam ter sido bem mais trabalhados, e ficaram parecendo um bando de retardados.


Apesar de ter reclamado a beça, eu gostei de Zankyou no Terror. Foi ruim? No roteiro e nos personagens. É um lixo de anime que merece cair no esquecimento, digno de uma obra do estúdio DEEN? Não, foi um anime legal. Mas teve muita coisa mal aproveitada. Se tivesse sido dois cour, ai sim. Com onze episódios não deu pra aproveitar tudo que o roteiro e os personagens podiam mostrar. Se bem que de animes que poderiam ter sido melhor a indústria tá cheia. Não foi aquele anime do ano, mas também não foi uma desgraça pros olhos. Que eu saiba ninguém chorou sangue vendo ZnT. No geral foi bom, mas se for analisar bem, você vai perceber muitos buracos no roteiro, o desenvolvimento horrível dos personagens, mas nada que faça você querer desver. Se você não for que nem eu e o pessoal chato do MAL que só sabe reclamar e fica analisando os animes que gosta só pra ver um monte de defeitos, você pode aproveitar esse anime como uma ótima obra.


 Até a próxima~

16 comentários:

  1. Nunca vi um anime sobre terrorismo vlw pela dica.

    ResponderExcluir
  2. Hmm... Concordo com vc sobre a cinco, ela realmente é uma falha de roteiro mas discordo com o que disse sobre os personagens, eles se encaixam direito, (ate a lisa, tão inútil que nem da pra fazer um hentai com ela) são bem carismáticos, e vdd que não é um anime de terrorismo mas sim de destruição, na minha opinião é um excelente anime com uma vive bem diferente, mas gostei dos seus comentários Mari são descentes, mesmo que não acredito mt neles...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria que o anime tivesse focado mais no Nove e no Doze, os dois são bons personagens, mas precisavam ser trabalhados mais. Se não tivesse a Cinco teria tido mais tempo para o desenvolvimento dos personagens =/

      Excluir
  3. É claro que são tachados como terroristas, já que a polícia (que os denominou assim) não sabe as reais intenções dos dois. Mas em geral, concordo com grande parte da resenha; também percebi vários pontos vagos no desenvolvimento da história, btw.

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha é tão vazia quanto a CINCO. você não deve ter prestado a atenção na história do anime não é mesmo ? quase tudo foi explicado no anime. entendo que eles realmente não contavam coisas ou desenrolaram os personagens, mas isso é um One shot, como o nome ja diz é direto, do inicio pro final. diferente de Naruto e Dragon Ball (Shounens) que sempre tem uma uma história nova dependendo do gosto do publico... pra entender esse anime você ao menos tem que saber coisas basicas da nossa realidade como história, politica, e até fisica como foi o que eles explicaram sobre a bomba atómica ser explodida na "ESTRATOSFERA" e não no "AR". não matou ninguem porque a radiação se dissipou no espaço...mas por outro lado você pegou em ponto em que eu não tinha pensado, e que é muito valido. com o pulso eletromagnético eles destruíram a energia do pais ou da cidade ( eu não lembro agora ) e com isso eles realmente pode ser culpados por mortes em hospitais, com gente que precisava de aparelho para sobreviver ( claro se eles não foram evacuados, com o aviso do SPHIX 1. O QUE EU DUVIDO ). sua resenha é meio tendenciosa a espantar quem não assistiu ainda e a quem futuramente pode compreender a história desse anime.

    ResponderExcluir
  5. isso que da se acostumar com animes modinha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Escrito por Mari."

      Que fique claro que foi a Mariana quem escreveu esse post.

      Excluir
  6. Você deveria ter prestado atenção no anime antes de fazer essa resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Escrito por Mari."

      Que fique claro que foi a Mariana quem escreveu esse post.

      Excluir
  7. Gostei do review, e, embora discorde bastante, mudou um pouco minha visão sobre ZnT. Bem, aqui vai minha opinião:
    Não acho que o roteiro tenha sido ruim. Muito pelo contrário.Teve falhas? Teve.E o que não faltou foram coisas que poderiam ter sido exploradas e sabe-se lá porque não foram. Mas ele é consistente, e o anime seguiu um bom rumo.
    Sobre os protagonistas, acho totalmente coerente eles destruírem coisas mas não quererem matar ninguém. Estavam atacando o Japão, e não os japoneses. Eles queriam que as crianças do passado fossem lembradas, e não se tornar terroristas comuns. Agora uma coisa é certa ( pelo menos pra mim, porque querendo ou não tudo que digo não passa de opinião huaushaus): Nove não é um bom personagem. Ele não é carismático, é como se eu já tivesse visto milhares dele em outros animes clichês por aí. Por isso acho o Doze melhorzinho: além de se desenvolver mais que o Nove, ele tem uma personalidade (ainda que mostrada superficialmente) divertida. Falando sobre o desenvolvimento dos personagens, de início achei decepcionante sim. Mas depois cheguei à conclusão que isto não foi um defeito em ZnT. Pois vemos aqueles dois garotos ali, no presente, e pouco sabemos sobre o passado deles. Mas o que sabemos sobre esse passado nebuloso já é suficiente para vermos o presente de outra forma; e acho que a intenção do anime era justamente essa. Sem muito aprofundamento neste tema, deixando tudo mais... “misterioso”, não sei se esta é a melhor palavra, mas ao mesmo tempo compreensível.
    Mais do que desnecessária, achei a Cinco chata. Tipo muuuuito chata. Claro que era necessário alguém que dificultasse o trabalho dos dois coffshibazakicoff, mas como personagem ela foi um fracasso pra mim. Mesmo assim, mostrou uma coisa: como uma mesma experiência passada pode resultar em propósitos totalmente diferentes. Sobre o Shibazaki, concordo com o que você disse.
    Enfim, para um anime com tão poucos episódios, Zankyou no Terror foi excelente. O melhor da temporada, na minha opinião. Talvez as falhas que ZnT teve não se apresentassem num número maior de episódios, nunca se sabe. Quanto ao final, não foi nada atropelado ou sem sentido, e o anime não se perdeu no desenvolvimento. A cena do tiro é realmente chocante, não só pela morte em si, mas pela reação do Nove. O anime inteiro vemos um personagem frio e estável, e de repente, pá. Com razão. Mas , pra mim, a cena serviu para reforçar a motivação dos protagonistas em seu objetivo. Outro ponto a se destacar de ZnT: não é um anime bobinho, onde as coisas acontecem porque sim. É profundo, cheio de significado.
    E,bem, resumindo, é isso aí :D
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Escrito por Mari."

      Que fique claro que foi a Mariana quem escreveu esse post.

      Excluir
    2. Achei que nunca ia ver um comentário com opinião oposta decente aqui lol
      Admito que na época que escrevi a resenha estava bem cega pelo ódio e acabou saindo muito agressivo e não reconheci os pontos positivos da obra. Realmente tenho que admitir, o anime seguiu um bom rumo. Também não havia pensando nesse ponto deles estarem atacando o Japão e não os japoneses.
      Eu realmente esperava algo a mais do nove, mas no fim ele acabou sendo o personagem genérico inteligente de óculos. Nesse ponto o Doze realmente é bem melhor que ele, pelo menos ele demonstra emoções. Mas pra mim, eu gosto quando a obra mostra as coisas, e não quando deixa um mistério no ar, ainda mais se tratando de desenvolvimento de personagens. Aqui é mais questão de gosto mesmo, realmente acho que não dá pra citar isso como um defeito de ZnT.
      Concordo sobre a cena do tiro, foi por isso mesmo que foi tão emocionante. Mas pra mim, os buracos no roteiro ainda atrapalham a obra como um todo. Porém gostei do modo como você explicou, não havia parado para pensar na obra desse jeito.
      Mesmo que eu continue achando o anime ruim até hoje e concorde com o que eu disse ai, admito que essa resenha é um fracasso só pelo fato de ser tão agressiva. Mas nah, tem tanta resenha falando bem por ai, uma ou duas falando mal não vão espantar ninguém de ver o anime.

      Excluir
    3. Bem, o importante é debater amigavelmente, assim mudamos nossa visão sobre as coisas! Vou acompanhar o blog :) abraços novamente

      Excluir
  8. mas o anime é uma bosta mesmo, com mais furos que peneira.

    ResponderExcluir
  9. esse anime é um cocô. o enredo se perde bastante ao longo dos onze episódios e as cenas são muito forçadas, tal como as cenas em que a Cinco aparece. ela tentando explodir o aeroporto com um avião e uma bomba pra 'jogar' com o 9, ou aquela cena bizarra dela pegando fogo.
    a tentativa de romancezinho e triângulo amoroso entre o 9, o 12 e a Lisa foi outra coisa que causou embrulho no estômago. dos personagens, o que se salvou foi o detetive. e a animação é muito boa. principalmente no primeiro episódio.
    mas a história em si, e os personagens, uma verdadeira droga

    ResponderExcluir
  10. resumindo: anime pseudo complexo voltado pra otakus pseudointelectuais

    ResponderExcluir